Inbound marketing: razões para utilizá-lo

março 20, 2018
by Ready to Do

O inbound marketing é uma forma relativamente nova de gerar relevância a sua marca no mundo digital.

Baseado na ideia de compartilhamento e criação de um conteúdo de qualidade direcionado para o seu público-alvo, ele utiliza táticas de marketing de conteúdo.

Porém, inbound marketing não possui uma definição tão simples, visto que se trata de um conceito amplo e característico. Mas, simplificando, podemos afirmar que é uma maneira de ganhar interesse de um determinado público, visando sempre estabelecer conexão com as pessoas de forma direta e, assim, criar um relacionamento mais profundo.

Para isso, deve-se utilizar ferramentas como blogs, e-books, redes sociais, e-mails, e todas as outras possibilidades que ajudem a marca a se tornar uma especialista em assuntos que fortaleçam a relação entre a empresa e o target.

inbound marketing

Após entender um pouco mais sobre inbound marketing, veja a seguir as razões para utilizar essa estratégia:


4 RAZÕES PARA UTILIZAR O INBOUND MARKETING

Por ser uma comunicação não invasiva e que oferece maior interação com o público-alvo, cada vez mais as marcas têm se apropriado dessa estratégia no seu plano de comunicação. Conheça a seguir razões para utilizá-la:

inbound marketing

  1. Empresas que executam estratégias através de blogs com conteúdo de qualidade e relevante tendem a conquistar mais tráfego que os sites sem blog; ou seja, uma posição melhor na busca orgânica do Google.

Através da criação de um conteúdo relevante para o target e entendendo suas necessidades, os clientes saberão que a sua empresa é a certa para ajudá-los.
  1. O bom relacionamento criado com o leitor faz com que ele se torne um fã da marca — ele percebe naturalmente a qualidade e a relevância do que é oferecido e de uma forma natural irá promover a sua marca.

  1. Estar presente nas redes sociais é imprescindível. São excelentes canais para atrair público para seu site. As redes sociais permitem um compartilhamento mais fácil e efetivo; com elas é possível identificar o perfil e o interesse de grande parte dos usuários, além de criar interações one-to-one.

  1. Através do inbound marketing é possível identificar com mais precisão quem está interessado nos produtos e conteúdos; ou seja, quem é o público-alvo e como satisfazê-lo.

Entendendo mais as razões de como utilizar o inbound marketing, continue com a gente neste post e veja as estratégias que você pode utilizar para a conversão e a fidelização de clientes.


ESTRATÉGIAS DE INBOUND MARKETING

O inbound marketing utiliza estratégias com foco na conversão de novos clientes e fidelização. Veja a seguir sobre as partes essenciais para início dessa estratégia:

  • Público-alvo
A definição do público-alvo é essencial. Entender o seu consumidor é a base para criar conteúdo adequados ao momento que ele vive.

Se você quer montar uma estratégia de inbound marketing, já sabe que precisa produzir e distribuir conteúdo relevante para as pessoas certas para a sua empresa. Sua estratégia fica mais assertiva, o tom de comunicação mais direcionado e os retornos, potencializados.

Então, a partir da definição dessa persona é possível desenhar toda a jornada de compras para o produto ou serviço. Desta forma é possível criar materiais e conteúdos relevantes para cada tipo de público e para cada momento de compra.

inbound marketing

  • Funil de marketing
Afinal, você sabe o que é funil de marketing? Ele é um conjunto de etapas que tem como objetivo dar suporte à jornada de compras das personas de uma determinada organização. Esse funil de vendas é classificado basicamente em três etapas: topo, meio e fundo de funil.

Para você entender melhor sobre cada um, vamos explicá-los:

1 – Topo de funil: é quando o cliente não está ciente sobre uma determinada necessidade ou problema que ele tenha. Ou seja, ele não busca nenhum produto ou serviço e desconhece qualquer demanda. Por isso ele ainda não é considerado um cliente real, mas sim potencial. Então, essa fase é importante para tornar sua marca conhecida e atrair futuros clientes.

2 –  Meio de funil: o target aqui já descobriu que tem alguma demanda ou problema e está em busca de uma solução. É o estágio que ele está com a intenção de comprar, mas está com dúvida se deve contratá-lo ou não.

Esse é o passo em que o futuro consumidor pesquisa mais profundamente sobre as soluções que as empresas oferecem e decide se vai adquirir determinado produto.

3 – Fundo de funil: quando o lead avalia o seu produto ou serviço. Ele faz comparações com outras empresas e escolhe qual a melhor alternativa para atendê-lo. Após essa escolha ele finaliza todo o processo realizando a compra.

Os leads gerados são analisados e categorizados entre os três estágios do funil de marketing apresentado, e com isso se inicia o processo de nutrição de leads. Cada lead deve receber conteúdos compatíveis com sua posição no funil, sendo qualificado para chegar ao próximo nível do funil até que esteja pronto para fechar a compra.

 


E QUAIS SÃO OS OBJETIVOS DO INBOUND?

Eles podem ser divididos em: atrair, converter, relacionar, vender e analisar. Vamos ver a seguir mais sobre cada um:

  • Atrair: um site sem visitas é apenas um cartão de visitas. Sem um trabalho bacana que qualifique ele melhor nos motores de busca, as pessoas não encontrarão a sua marca de forma espontânea. Por esse motivo a primeira etapa do inbound marketing é atrair.
    Invista na construção de um site para atrair pessoas de forma espontânea e que tenham interesse por você através de conteúdos que entregam conhecimentos gerais a ele e atendem às suas pesquisas mais genéricas. O resultado dessa ação será um público mais propenso a procurar sua marca quando necessário para auxiliá-lo no seu dia a dia.
 

  • Converter: quando falamos de conversão, referimo-nos ao momento em que o usuário passa a realizar algum tipo de interação com sua maca, como passar suas informações de contato em troca de uma recompensa ou benefício. Nesta etapa você já terá a possibilidade de contatá-lo e poderá enviar conteúdos exclusivos a ele.
 

  • Relacionar: nem todos os clientes em potencial estão no momento de realizar uma compra. Quando avaliamos uma jornada de compra, existem etapas bem-definidas que devem ser respeitadas até o ponto em que umas pessoas estão preparadas para receber uma abordagem de vendas. É a partir desse momento que sua marca começa a mostrar a sua possibilidade de resolver os problemas deste potencial consumidor.
 

  • Vender: após o lead passar por todas as etapas anteriores, ele estará pronto para adquirir seu produto ou serviço pois já entenderá o que você tem realmente para oferecer. Essa é a hora de criar abordagens mais agressivas e colocar seus produtos em evidência.
 

  • Analisar: um dos principais diferenciais do marketing digital é a facilidade em avaliar seus resultados e medir o retorno dos seus investimentos com base em fatos. Através de ferramentas de baixo investimento é possível monitorar cada ação que ocorre nas interações do seu público e, assim, corrigir as rotas e realizar as adequações necessárias para maximizar os resultados. Tudo isso em tempo real e de fácil acesso.


O inbound marketing vem se tornando uma ferramenta de grande valor para desenvolver uma nova maneira de fazer marketing digital, e se você leu este conteúdo até aqui isso mostra que ele realmente funciona!


BÔNUS

inbound marketing

No começo do texto abordamos alguns exemplos de algumas ferramentas para utilizar no inbound marketing, como o caso de blogs, redes sociais, dentre outros. Com isso, vamos apresentar para vocês 5 ferramentas que você pode utilizar no seu negócio:

  1. Blog:
O blog pode ser considerado um dos meios responsáveis por centralizar as iniciativas de marketing digital. Isso porque ela reúne o conteúdo que define a imagem da empresa perante o seu público. É através do blog que conseguimos estabelecer um diálogo mais profundo e longo com o público, visto que ele irá gastar um tempo lendo textos acima de mil palavras. Nele você tem a possibilidade de explicar e se aprofundar mais em assuntos relevantes para o seu target — construindo, assim, o seu posicionamento também.

O blog, é uma ferramenta que entrega conteúdos relevantes aos clientes, conectando a marca a necessidades que vão além do produto. Ele também auxilia a marca a se tornar referência na sua área de atuação e iniciar o relacionamento do cliente com a empresa, gerando confiança.

  1. Redes sociais:
As redes sociais conseguem ajudar a companhia a aumentar a sua visibilidade das publicações realizadas no blog. Mas ainda assim vale ressaltar que cada rede social tem suas particularidades e fornece recursos únicos e diferentes.

Outra vantagem das mídias sociais é a possibilidade de alcançar e interagir com uma grande quantidade de consumidores em potencial. O mecanismo de compartilhamento é de grande importância para inbound marketing, pois apresenta informações sobre a companhia para diversos grupos. E com isso você cria vínculos entra a marca e o público.

  1. Landing pages
As landing pages são páginas de conversão e servem para promover conteúdos mais completos e extensos, como e-books, cursos on-line e seminários na web, conhecidos como webnar.

As páginas entregam um benefício ao cliente em troca de cada ação específica. Um exemplo disso é solicitar o e-mail do usuário antes de liberar o conteúdo para ele.

  1. CRM
As ferramentas de inbound marketing estão focadas nas necessidades e nos comportamentos do seu público-alvo, por isso é essencial que você conheça bastante sobre eles. Procure um software de CRM ou crie uma maneira de armazenar todas as informações relevantes do seu público em um único lugar, identifique em qual nível do funil de vendas ele se encontra e comunique-se adequadamente a ele.

O e-mail marketing é uma ferramenta essencial para o inbound marketing, pois muitos usuários acessam a sua caixa de entrada pelo menos uma vez ao dia, e isso ajuda a criar um relacionamento mais próximo com as necessidades dos seus leads ou clientes. É através de e-mail marketing que se nutre com conteúdos mais especializados e direcionados, conduzindo-os pelo funil de vendas até que se tornem clientes.

inbound marketing

Todas as dicas que apresentamos acima nós já aplicamos aqui, na agência, assim como também há outras que estão em desenvolvimento. Por exemplo, o blog foi onde tudo começou com o inbound marketing. Surgiu em junho de 2017 e desde então temos atualizado constantemente, sempre buscando as melhores palavras-chaves para sempre apresentar os temas mais relevantes.

Pense em tudo o que abordamos por aqui quando montar sua estratégia de marketing e conte com a Ready to Do para ajudar você na execução dela!

contato ready to do