Como explorar o marketing de nicho

dezembro 12, 2017
by Ready to Do

Novas empresas, tecnologias e tendências surgem a cada dia. É preciso adaptar as estratégias de marketing para garantir que diferentes grupos recebam a sua mensagem.

Uma dessas adaptações de estratégia deu origem ao marketing de nicho, que pode ser muito útil para pequenas empresas que estão começando.

marketing de nicho
Ansoff (1977, p.30) diz que “estratégia resulta do conhecimento de que uma empresa deve ter um campo de atuação bem-definido e uma orientação de crescimento, e que os objetivos por si sós não atendem a essa necessidade, sendo exigidas regras de decisão adicionais para que a empresa possa ter um crescimento ordenado e com lucros”.
Um nicho de mercado é um segmento que consiste em um pequeno número de consumidores com características e necessidades facilmente identificáveis. Devido à sua pequena dimensão, nichos de mercado são excelentes oportunidades para as pequenas empresas, que podem escapar do domínio das grandes empresas através de um bom posicionamento.


E COMO ENCONTRAR SEU NICHO?

Mais importante do que saber idade, sexo e local para descobrir o seu nicho de mercado, é preciso entender: quem mais precisa daquilo; para quem eu gostaria de vender; quais benefícios esse nicho pode oferecer; quais os desejos, as necessidades e os problemas dessa pessoa. Sabendo responder a essas perguntas, você consegue seguir os passos a seguir:

marketing de nicho

Se o nicho de mercado que você escolheu for lucrativo, você certamente irá encontrar produtos e serviços sendo vendidos, sejam físicos ou digitais. Portanto, faça uma pesquisa pela internet e também na sua região para entender um pouco mais da concorrência.

Após entender os concorrentes, faça uma pré-seleção dos produtos com alto número de review e observe como as pessoas reagem de acordo com aquele determinado produto que estão adquirindo: elas estão satisfeitas? Suas expectativas foram atendidas? O que poderia melhorar?

Anote todos os insights que pareçam importantes. Essa pesquisa irá revelar as oportunidades que o seu concorrente não agarrou e que podem lhe ajudar a explorar melhor o nicho.

De uma forma simples e direta, ter um nicho influencia todo o seu negócio, desde a criação de seu produto até a forma como você o disponibiliza, visto que toda a comunicação e o desenvolvimento devem ser direcionados especificamente ao seu público.

Sabendo quem é o seu público e qual é a necessidade a ser atendida será mais fácil desenhar as estratégias de vendas e marketing, e diminuir a dispersão com pessoas que não têm interesse ao seu produto.

A seguir, apresentamos algumas dicas para explorar um nicho de mercado.


DICAS PARA EXPLORAR SEU MARKETING DE NICHO

Nicho de mercado é um segmento com particularidades próprias. Veja a seguir algumas dicas para encontrar a uma fatia de mercado a ser explorada:

  • Desejo: afinal, qual o significado de desejo? É uma aspiração, uma expectativa de possuir ou alcançar algo. As empresas têm sempre que buscar entender um desejo que o cliente ainda não desenvolveu, descobrir um desejo em que ele ainda não foi atendido ou que seja atendido em parte. Com isso, as empresas devem sempre buscar inovar para atender às necessidades dos clientes e evoluir a entrega do seu nicho.

  • Síntese: liste ideias que atendam às necessidades de seus clientes. Nessa fase, a união que você faz com o que o seu cliente precisa é a resposta para conhecer o nicho a ser explorado e isso irá lhe ajudar a planejar os próximos passos para o desenvolvimento do seu produto e de sua marca.

  • Foco: faça pesquisas para coletar números que permitam avaliar seus padrões comportamentais, hábitos, gastos financeiros e identificar o perfil do seu cliente. É importante saber sobre as emoções e os sentimentos para entregar ótimas experiências a ele.
Você precisa conhecer tudo sobre o seu consumidor para que mantenha o foco nesse perfil e não direcione os seus esforços a outros tipos de clientes. É um trabalho difícil e deve ser sempre monitorado, pois a tendência é abrir o foco para os clientes que possuem características comuns ao público do nicho, mas que não necessariamente pertencem a esse nicho.

    • Visão: a visão é a maior aspiração, é aonde a empresa pretende chegar, o que ela pretende ser – ou, ainda, a forma como ela quer ser reconhecida no seu nicho empresarial, no mercado ou na sociedade em que está inserida. Como ela pretende ser vista pelos seus “stakeholders”; ou seja, clientes, fornecedores, parceiros e os demais que interagem com a empresa. A visão empresarial pode ser utilizada a favor do posicionamento do produto no nicho.

    • Teste: depois de definir seu nicho específico, teste o mercado. Isso pode ser feito através da oferta de amostras, demonstração de produtos ou serviços para que o cliente possa conhecer sua marca e seu posicionamento. É nesse ponto que você descobre se as necessidades realmente foram atendidas, se um público está disposto a comprar e, consequentemente, se vale a pena ou não investir no nicho.

  • Concretize: após concluir todas as etapas anteriores, finalmente chegou a hora de implementar sua ideia! Por mais que pareça uma fase difícil – porque está no início –, seguindo esses passos as barreiras de entrada no mercado serão vencidas com mais facilidade e suas chances de sucesso aumentarão.
Lembre-se que o sucesso em um nicho está em descobrir quais necessidades não estão sendo supridas em segmentações maiores de mercado e identificar se as pessoas estão dispostas a pagar um valor maior por um determinado produto que atenda àquela demanda específica.

Após seu nicho ser estabelecido e bem-recebido no mercado, você precisa continuar em constante evolução; acompanhe tudo de perto e esteja sempre atualizado. Desenvolva melhorias constantes, faça os ajustes que forem necessários e relacione-se com seus clientes. Esse último ponto é importante, pois vai indicar o melhor rumo que você deve seguir.


CASE MERCADO GEEK

Você sabe o que é geek?

A palavra surgiu em 1976 como sinônimo de fool – “bobo” – e depois passou a ser designada para artistas de rua que faziam performances diferenciadas. Na década de 90 o conceito se aproximou da tecnologia, ganhando outro status, e hoje os geeks são conhecidos pelo seu interesse em novidades de tecnologia, quadrinhos, filmes e games.

Muitos consideram os geeks como um novo nerd, sendo que os geeks possuem habilidades sociáveis mais desenvolvidas, vestem-se com roupas divertidas que lembram seus assuntos de interesse e são fãs de gadgets.

Eles procuram se tornar experientes naquilo que gostam e levantam essa bandeira no dia a dia.

marketing de nicho

O mercado acabou percebendo o aumento e a potencialidade desse público, entendendo que se tratava de um nicho e, assim, procurou oferecer todo tipo de produto e serviço a eles.

Um grande exemplo disso é a CCXP (Comic Con), que ocorre todo ano. O primeiro evento da CCXP aconteceu em 1968, em Birmingham, na Inglaterra. Com o aumento da popularidade de outras mídias da fantasia e ficção dos anos 80 e 90, com ápice em 2000, os encontros passaram a incluir experiências para fãs de desenhos animados, cinema, séries, jogos eletrônicos e outras atividades que estão relacionadas à cultura pop.

Atualmente os eventos da CCPX acontecem nas cidades de San Diego, New York, Salt Lake City (EUA) e São Paulo – que é chamada de Comic Com Experience. Esse evento reúne grandes nomes da indústria de entretenimento, incluindo artistas, produtos e empresas do segmento.

Lá é possível encontrar as novidades do cinema, do mundo dos games, quadrinhos etc. Muitos super-heróis circulam juntos de personagens de filmes e séries de ficções científicas.

Várias pessoas fazem cosplay do seu personagem favorito, conhecem futuros lançamentos, dentre diversas atrações que a mesma possui. É um local onde os geeks podem viver a experiência de criar na vida real o mundo que só existe nos quadrinhos e nas telonas. Além disso, a CCXP conta também com a participação de vários artistas, grandes estrelas das séries e quadrinistas nacionais e internacionais.

Como eles mesmos citam: “somos mais que um evento, somos uma plataforma de comunicação”. E não é só! A CCXP também apresentou um grande impacto econômico nas suas quatro edições brasileiras. Mais de R$ 500 milhões de reais foram injetados na economia do estado de São Paulo com turismo, investimento e consumo do evento.

Nessas quatro edições também houve a evolução do público: em 2014 houve o alcance de 97 mil pessoas; em 2015, de 142 mil pessoas; em 2016, de 196 mil pessoas; e o esperado para a CCXP de 2017 é mais de 200 mil pessoas!

Esse evento mudou a história geek do Brasil porque, afinal, como eles mesmos descrevem: “o épico não se descreve. O épico se vive. Para nós, o mundo é assim”.

Outro exemplo de uma empresa que explora muito bem esse nicho é o site Omelete. Ele nasceu da parceria entre os amigos Érico Borgo e Marcelo Forlani, que buscavam criar um site com informações sobre quadrinhos. A adesão do público geek foi tão grande que a empresa ampliou seu escopo de produtos e hoje entrega informações sobre cinema, games e música, tornando-se uma das principais referências de conteúdo para esse nicho.

marketing de nicho

Depois de determinar o seu mercado-alvo, você pode se concentrar em ajustar ou desenvolver seu plano de marketing. Você já ouviu o que o mercado tem a dizer, mas agora é a sua vez de alcançá-lo. Pense na linguagem que você usa e na maneira como se apresenta a ele.

Assim como toda estratégia, o marketing de nicho deve ser constantemente monitorado e melhorado para que os resultados sejam atingidos.

contato ready to do