As principais estratégias de marketing

setembro 26, 2017
by Ready to Do

estratégias de marketing

Estratégias de marketing não é algo simples de definir. Sempre surgem muitas dúvidas sobre quais são mais eficientes ou mais indicadas para o seu negócio.

Por isso, entender os tipos de marketing e como se deve construir essa estratégia eficiente é vital para que sua empresa se mantenha no mercado vendendo mais, de forma sustentável e crescente.

As empresas normalmente reformulam suas estratégias de marketing várias vezes durante o ciclo de vida de um produto. As condições econômicas variam, os concorrentes lançam novos produtos e o produto passa por novos estágios de interesse e exigência dos compradores. Consequentemente, uma empresa deve planeja estratégias apropriadas de acordo com cada estágio do ciclo de vida do produto. A empresa espera estender a vida do produto e sua lucratividade, tendo sempre em mente que ele não durará para sempre” (KOTLER, 2000, p.308)


Mais do que investir, saber as estratégicas corretas para cada fase do seu negócio é essencial para buscar bons resultados e alcançar os objetivos.

Para ajudar você nesse caminho, selecionamos algumas possibilidades para se trabalhar as estratégias de marketing em sua empresa. Confira!

  • Customer Relationship Management (CRM)
O CRM é um termo que se refere ao conjunto de práticas, estratégias de negócio e tecnologias que estão focadas no cliente e que podem ser utilizadas por qualquer empresa de pequeno, médio e grande portes para gerenciar e analisar as interações com esses clientes.

Um CRM bem-trabalhado visa antecipar as necessidades e os desejos dos consumidores; melhorar a rentabilidade através de ações direcionadas e, consequentemente, aumentar as vendas para aqueles que já são clientes da sua empresa.

Ele também armazena informações pessoais dos consumidores atuais e potenciais, bem como suas atividades e os pontos de contato que eles têm com a empresa: visitas em sites, ligações, e-mails, dentre outras interações.

Entretanto, a plataforma não é apenas uma lista de contatos elaborada; ela também reúne e integra dados valiosos para preparar e atualizar sua equipe com informações. Afinal, a grande vantagem de se ter esses dados é a maneira como os usamos e cruzamos.

Porém, como obter essas informações para a gestão de clientes? Os sistemas de CRM são divididos em dois tipos: aquisição do conhecimento e interação. Sem conhecimento sobre o cliente, não há como interagir. Mas, por outro lado, sem a interação não há como captar os dados desse cliente.

Os sistemas de interação, por exemplo, estão ligados aos sistemas de call center, PDVs e sistemas utilizados por equipe comercial para registrar as vendas ou agendar entregas, também conhecidos como força de vendas; já os sistemas de aquisição do conhecimento são usados para analisar os dados que foram coletados através do sistema de interação.

Esses dados devem ser apresentados na forma de relatórios e gráficos para facilitar a tomada de decisão através de uma leitura rápida e coerente.

Quando aplicado às vendas, o CRM permite analisar a abrangência dos produtos e/ou serviços nas áreas de atuação da empresa, fazer um gerenciamento sobre qual o melhor local de aceitação do produto, e as melhores oportunidades de negócio para cada uma das etapas de vendas.

  • Marketing Direto
O marketing direto deve ser utilizado para manter e atrair novos clientes, fazendo ações direcionadas para determinado público. E como criar uma campanha para a captação desses novos clientes?

Antes de tudo é importante identificar o seu público-alvo. Esse é um bom momento de utilizar o CRM, como citado anteriormente, e separar algumas informações, como: sexo, idade, renda, localização geográfica, interesses pessoais, dentre outras.

Após definir quem é o seu público-alvo, é o momento de decidir qual é a melhor estratégia para abordagem; ou seja, se vai realizar ligação, mandar uma correspondência, mandar e-mail etc. E antes de iniciar uma ação, certifique-se de que você tem a permissão dessas pessoas – caso contrário, a ação poderá ter um efeito inverso e consumidor pensará que a marca está sendo invasiva.

Como colocar isso em prática?

Separe um pequeno grupo do seu público-alvo e teste a iniciativa com eles. Dessa forma você poderá observar melhor os resultados da estratégia escolhida e encontrar possíveis problemas na segmentação, abordagem ou na oferta. Encontrando problemas nessa fase será mais simples de corrigi-los sem comprometer o resto da campanha.

Após os testes e feitas as correções necessárias, mensure os resultados de cada fase da campanha, desde o número de pessoas impactadas pelo contato inicial até quantas realmente são convertidas. Fazer um acompanhamento detalhado é fundamental para saber como foi a campanha como um todo.

  • Marketing Social
Marketing Social é o processo que aplica princípios e técnicas para criar, comunicar e entregar valor de forma a influenciar comportamentos do público-alvo que beneficiem a sociedade (saúde pública, segurança, meio ambiente e comunidades), assim como o próprio público-alvo.” (Kotler, 2006)

E quem é o público-alvo? O objetivo do marketing social varia de acordo com o tipo de sociedade que gostaria de alcançar e a qual contexto o seu consumidor pertence. Algumas campanhas conscientizam apenas problemas locais, enquanto outras expandem para o mundo todo.

Quer um bom exemplo de marketing social? A empresa de sapato TOMS, fundada por Blake Mycoskie. Ele “viajou a Argentina e ficou chocado ao olhar crianças brincando de pés descalços na periferia de Buenos Aires. Ao pesquisar mais sobre o assunto, descobriu que milhares de crianças morrem de doenças pelo simples fato de não terem calçados para usar.

De volta aos Estados Unidos, ele criou um projeto inovador, junto de seu amigo argentino Alejo Nitti, para combater a realidade que presenciou. Mais do que ajudar, ele transformou a sociedade ao mesmo tempo que criou um modelo em um negócio rentável, de muito sucesso e que funciona da seguinte maneira:

A cada sapato vendido da TOMS, outro par é doado para uma criança carente ao redor do mundo. O mesmo funciona para todos os óculos de sol vendidos, no qual é doado um par de óculos de grau para quem necessita e não possui dinheiro suficiente para o tratamento. O famoso slogan One for One virou um modelo de negócio da TOMS.

O objetivo principal do marketing social é de atenuar ou eliminar os problemas sociais. Assim, esse tipo de marketing é muito utilizado por empresas de terceiro setor.

  • Endomarketing
É uma estratégia de marketing institucional voltada para ações internas da empresa, pois ela visa melhorar a imagem da empresa entre os seus colaboradores.

Essa estratégia trabalha a percepção dos funcionários a respeito da empresa, considerando suas opiniões, e apresenta novas formas de fazer com que os mesmos se tornem fãs da marca e divulguem seu lado positivo a todos que conhecem.

Para saber mais sobre endomarketing e como utilizá-lo, você pode conferir a postagem que fizemos aqui no blog abordando apenas esse tema. Acesse e saiba mais e obtenha excelentes resultados com um plano de endomarketing. Lembre-se que funcionários motivados produzem mais e geram resultados mais assertivos para o time e para a empresa.

  • Marketing de nicho
É uma ideia bastante simples relacionada ao marketing de nicho: quanto mais específico for o seu público, maiores serão as chances da empresa se dedicar a atender suas necessidades.

E quais são as vantagens do marketing de nicho? Uma delas é a redução dos custos de divulgação. Ter um público específico possibilita investimentos menores em comunicação por serem mais direcionados.

A ideia do marketing de nicho é explorar um certo público por meio de necessidades específicas. Vamos dar como empresa uma sorveteria: existem sorveterias que atendem a todos os tipos de público; diferente de uma sorveteria vegana, que é voltada apenas para um público específico. Os dois estabelecimentos são sorveterias – porém, com um foco diferente de produto e cliente. Então não existirá concorrência entre eles.

Buscar um público mais restrito também faz com que a concorrência se torne menor e a atenção do público fique menos fragmentada; ou seja, você terá mais chances de conquistar esse público específico ao mesmo tempo que haverá dificuldade de expandir seus produtos para outros perfis de consumidores.

Outro fato é que, uma vez que prove a qualidade do seu produto e do seu atendimento, a comunidade fará a propaganda por você, fazendo com que eles se tornem consumidores fiéis e que promovam a marca devido à identificação com ela.

  • One-to-one
O marketing one-to-one é uma ferramenta que surge no momento em que o consumir está em busca de um vínculo duradouro e personalizado com as empresas nas quais ele se relaciona.

Trata-se de uma estratégia ligada à personalização das entregas aos consumidores, considerá-los como únicos e diferente dos demais. Essa estratégia é muito utilizada em mercados de luxo, como os de automóveis e joias.

E, afinal, quais são as vantagens que esse marketing pode trazer para sua empresa? Como ele trabalha com base em uma rica segmentação com seu público-alvo, conseguimos com essa estratégia identificar os melhores grupos de consumidores propensos a responder a um determinado produto ou serviços específico e raro.

Ele também ajuda você a conhecer melhor cada um dos clientes que entram em contato com a sua empresa. Isso facilita a criação de campanhas personalizadas – o que gera ainda mais interação e simplicidade para a conclusão da compra e venda.

Por último, ele favorece a sua estratégia upsell, que é uma técnica utilizada para conseguir com que o cliente compre algo além do que pretendia. O importante é agir sempre com honestidade e oferecer algo que realmente vá de encontro com as necessidades do cliente, pois essa é uma relação que envolve alguns fatores psicológicos em relação ao desejo de consumo das pessoas.

  • Marketing de conteúdo
É uma maneira de se engajar com seu público-alvo e aumentar o número de seus clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso, atraindo, envolvendo e gerando valor para as pessoas, de modo a criar percepção positiva da sua marca e, assim, gerar mais negócios.

O marketing de conteúdo deve ser baseado em uma estratégia organizada e estruturada para gerar resultados. Trabalhar com esse tipo de marketing consiste em três etapas, sendo a primeira o planejamento.

Antes de você começar a criar o conteúdo, é muito importante que você entenda como esse conteúdo será usado, qual o seu objetivo e quais serão os indicadores de sucesso. Nessa etapa do planejamento é quando são definidos todos os aspectos para que você tenha bons resultados e saiba como mensurá-los.

Após criar o planejamento, é hora de executá-lo. Durante a execução, é importante não perder o que foi definido na etapa de planejamento e manter a frequência de entrega de conteúdo.

E por último, a etapa de mensuração. Antes de tudo, foque nas métricas que são realmente essenciais – com isso você irá obter os resultados esperados e ter as informações suficientes para evoluir com sua estratégia.

  • Marketing promocional
O marketing promocional é composto por um mix de várias ferramentas e envolve toda a comunicação da empresa com seus clientes, parceiros e fornecedores.

É criar uma estratégia que leve o cliente a tomar uma decisão na hora da compra para um determinado produto ou serviço. Na busca para construir uma imagem de uma marca, a interação entre a empresa e o seu público-alvo é indispensável para obter reconhecimento no mercado consumidor. Com o marketing promocional é possível estabelecer uma relação de confiança e reconhecimento, essencial para o lançamento de novos produtos no mercado.

Para integrar o marketing promocional em vários canais, o ideal é utilizar ações que se desdobrem em mais de um ambiente para envolver positivamente o consumidor e alcançar objetivos.

Mas ao contrário do que se imagina, o marketing promocional não se restringe apenas ao apelo direto ao consumidor; está ligado também para movimentar internamente as equipes de vendas para conseguirem resultados mais relevantes e maior lucratividade para a sua empresa.

Através de ações de marketing promocional, como a distribuição de brindes ou ofertas, a empresa busca a fidelização de seus clientes. Mas antes é necessário fazer um plano estratégico para conferir as necessidades da sua empresa. Ao fazer uma análise do público-alvo que as ações pretendem atingir, fica muito mais simples efetuar um plano eficiente de marketing de promoção.

estratégias de marketing

As dicas relatadas ao longo deste artigo resumem muito bem o que é necessário para que você consiga montar uma estratégia de marketing para o seu negócio. Seguindo essas estratégias, você poderá se diferenciar da concorrência.

Nessa postagem você entendeu melhor as estratégias de marketing para o seu negócio, mas como compô-las? Temos uma postagem explicando como compor uma estratégia de marketing e que irá ajudar você na construção da mesma.

contato ready to do